Quarta-Feira, 22 de Setembro de 2021

MT tem mais de 120 mil pessoas com deficiência auditiva e aparelhos auditivos podem reverter o quadro

WhatsApp Image 2021-07-09 at 09.32.06 (1)

Ouvir bem é um prazer que não é permitido a toda a população, infelizmente. Em Mato Grosso, 4.391 pessoas que não ouvem 100% e outras 127 mil têm algum nível de deficiência auditiva, segundo o Instituto Brasileiro de Geografia Estatística (IBGE).
Mas, quem ainda enfrenta esse quadro, pode revertê-lo e passar a ter mais qualidade de vida, por meio de aparelhos auditivos de alta tecnologia.

A audição é um dos sentidos mais importantes na nossa percepção de mundo, do entendimento do que está acontecendo perto ou longe.

O barulho da chuva, o som do trovão, o assovio do vento, a emoção da música, a conectividade com os sons da natureza, do dia e da noite. Seja o grito ou a voz suave do eu te amo, tudo passa pelo sentido da audição. E essa emoção pode ser trazida pela empresa Audax Aparelhos Auditivos, que tem ampla experiência no mercado.
A perda de audição é um problema que atinge um grande número de pessoas, de todas as idades no Brasil. Segundo o IBGE, no Brasil, mais de seis milhões de pessoas possuem capacidade auditiva reduzida. Uma vida só é possível com a ajuda de aparelhos auditivos.

Eles estão cada dia mais modernos e discretos e oferecem variedades e possibilidades. Principalmente transformar por completo e para melhor a maneira de se relacionar com tudo, com o mundo a sua volta.

Segundo a fonoaudióloga Samia Helena Ribeiro, que atua na Audax, “os aparelhos auditivos trazem benefícios na vida do paciente em relação à comunicação, tira do isolamento social que deixa a pessoa mais nervosa porque não escuta direito, não entende e fica sem paciência. Mas quando passa a usar o aparelho, a comunicação melhora, a pessoa sai do isolamento social, melhora a interação.”

A falta do aparelho auditivo e a dificuldade para ouvir podem causar demência, acelerar o Alzheimer, comprometendo totalmente a qualidade de vida. Quem não escuta bem não processa direito qualquer informação. Então o aparelho vai estimular o nervo auditivo para não deixar também atrofiar”, diz.

Os aparelhos auditivos têm estilos e modelos diferenciados. O profissional de fonoaudiologia pode orientar o paciente sobre qual o melhor tipo de aparelho auditivo que se adapte às necessidades de cada um.

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Veja também

Roseli

Roseli

Comentários

Com muito ❤ por go7.site