Terca-Feira, 21 de Setembro de 2021

Confira a programação desta quinta (10) e sexta (11) no Beco do Candeeiro

Beco do Candeeiro - foto de Davi Valle

Será comercializado no local comidas típicas regionais. O evento é gratuito e segue todas as medidas de biossegurança

A Prefeitura de Cuiabá, por meio da Secretaria de Cultura, Esporte e Lazer apresenta a programação semanal do Beco do Candeeiro. Nesta quinta-feira (10), o espetáculo fixo “Luz Candeeiro” será realizado às 19h com o grupo de siriri Flor do Campo e narração de Edmilson Maciel. Já na sexta-feira (11), o projeto Afro Sagrado, executado pela Associação Lavagem das Escadarias Rosário e São Benedito realiza a benção dos candeeiros para celebrar a presença ancestral africana, também a partir das 19h. Logo após, o grupo musical Raízes do Samba se apresenta com repertório nacional. No local, ainda será comercializado comidas típicas regionais. O evento é gratuito e segue todas as medidas de biossegurança.

“Seguindo todas as medidas de biossegurança, estamos ocupando o Centro Histórico com cultura, com arte. Estamos valorizando os artistas locais, resgatando a alegria e as raízes do povo cuiabano”, disse o prefeito de Cuiabá Emanuel Pinheiro.

O Beco do Candeeiro foi restaurado e entregue pelo prefeito Emanuel Pinheiro para a população no dia 14 de maio. Desde então, a programação de atividades na rua também chamada de 27 de dezembro vem sendo construída semanalmente. Todas as quintas, o espetáculo Luz Candeeiro abre a sequência de atividades e apresentações musicais. Enquanto que as sextas-feiras a programação segue itinerante. Nesta sexta-feira (11), por exemplo, o projeto Afro Sagrado Beco, executado pela Associação Lavagem das Escadarias Rosário e São Benedito abençoa e energiza o local, abrindo os caminhos da primeira rua iluminada de Cuiabá com muita água de cheiro, paz, solidariedade entre os povos e muito axé.

“Todos são bem-vindos ao Beco do Candeeiro, estamos trabalhando para fazer com que as pessoas se sintam em casa, acolhidas. A cada semana apresentamos uma novidade, convidamos um artista diferente, um grupo diferente para que o Beco seja um lugar plural”, disse a secretária de Cultura, Carlina Rabello Leite Jacob.

Famosa pelos candeeiros, a rua mesmo tem nome de Rua 27 de Dezembro, data em que ocorreu o ataque paraguaio contra o Forte de Coimbra, às margens do rio Paraguai, no município de Corumbá, em 1864. O fato foi um marco de resistência do exército brasileiro contra a investida paraguaia, que culminou com o início da Guerra do Paraguai, quando a tropa brasileira desiste e retira-se do forte, que é tomado em 29 de dezembro pelos paraguaios.

A obra contou com apoio das Secretarias de Ordem Pública, Assistência Social e também do Instituto Patrimônio Histórico Artístico Nacional (IPHAN).

De acordo com o projeto, o local foi restaurado com objetivo de chegar o mais próximo de sua construção original. A pavimentação da rua foi refeita utilizando os mesmos paralelepípedos de outrora que ainda estão no espaço. A calçada rebaixada, as fachadas das casas restauradas com cores originais e os candeeiros antigos foram substituídos por réplicas com iluminação moderna.

O investimento para restauração do local foi de R$ 247 mil é fruto de um Termo de Ajuste de Compromisso (TAC) e faz parte do calendário de entregas em comemoração ao aniversário de 302 anos de Cuiabá, um resgate histórico da arquitetura local.

No Beco também funciona o projeto de uma Base Integrada do Centro Histórico, que executa ações para garantir a proteção do patrimônio histórico na região e também oferece serviços de saúde e acolhimento à população em situação de rua. O projeto é executado em parceria com a Secretaria de Ordem Pública, Secretaria de Saúde, Secretaria de Agricultura, Trabalho e Desenvolvimento Econômico, Secretaria de Assistência Social, Direitos Humanos e da Pessoa com Deficiência, Secretaria de Mobilidade Urbana e também terá o apoio da Polícia Militar.

A rua também é sede de uma das lojas da Associação Homens e Mulheres de Fibras, formada por cerca de 300 artesãos da capital. O espaço foi concedido pela Prefeitura de Cuiabá para comercialização de peças artesanais em tecido, jornal, vidro e madeira, com temáticas que permeiam a cuiabania e cultura mato-grossense. Todo o dinheiro da venda fica para os artesãos, que arcam apenas com os custos de manutenção do local, sem cobrança de aluguel.

Toda a programação no Beco do Candeeiro é realizada com entrada franca e limitada a 70 pessoas, respeitando as medidas de biossegurança em decorrência da pandemia da COVID-19, como distanciamento mínimo de 1,5 metros, uso obrigatório de máscara, medição de temperatura e disponibilização de álcool 70%.

SERVIÇO

O que: Arte no Beco – espetáculo Luz Candeeiro e apresentação musical

Quando: quinta-feira (10), a partir das 19h

Onde: Beco do Candeeiro, rua 27 de Dezembro, Centro Histórico de Cuiabá

 

O que: Arte no Beco – projeto Afro Sagrado realiza a benção dos candeeiros para celebrar a presença ancestral africana

Quando: sexta-feira (11), a partir das 19h

Onde: Beco do Candeeiro, rua 27 de Dezembro, Centro Histórico de Cuiabá

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Veja também

Roseli

Roseli

Comentários

Com muito ❤ por go7.site