Sexta-Feira, 17 de Setembro de 2021

AGOSTO DOURADO Fêmina orienta mães sobre amamentação

Femina fachada 2
Balões dourados nos corredores do Hospital e Maternidade Femina, em Cuiabá, anunciam a campanha Agosto Dourado, dedicada à intensificação das ações de promoção, proteção e apoio ao aleitamento materno.
Alimento de ouro, o leite materno é considerado a primeira “vacina” do bebê após o nascimento, por fornecer nutrientes essenciais para a imunidade e o desenvolvimento saudável da criança.
Para reforçar o estímulo a amamentação e enfatizar que essa tarefa deve ser compartilhada com toda a sociedade, a Femina, referência em atendimento materno e infantil, promove durante o mês uma série de ações orientativas para as mães e equipe interna.
Nos dias 09 e 10 de agosto, o hospital realizou uma roda de conversa com as pacientes, na sala de acolhimento, com apresentações de vídeos e com as presenças de profissionais especializadas.
O evento contou com medidas de biossegurança e número reduzido de convidadas. Para as mães que não puderem comparecer, equipes do hospital estão passando nos quartos e dependências explicando sobre a amamentação.
Durante o evento, as profissionais também deram orientações sobre o posicionamento e pega do recém-nascido e informações sobre doação de leite.
O hospital oferece um posto de coleta de leite para as mães que pretendem doar e também mantém o projeto “Cegonhas do Bem”, que auxilia as mães a amamentarem seus filhos.
Dedicada ao projeto, a técnica de enfermagem Eva Ferreira de Sousa ressalta a importância do apoio profissional para as mães em fase de amamentação.
“Sabemos que muitas mães sonham e esperam por esse momento, mas que quando acontece sentem dificuldade, por isso, o apoio. Explicamos que nos primeiros dias sai apenas colostro, fundamental para o recém-nascido, e conversamos sobre a questão psicológica, que afeta muito. Então, elas precisam ter calma e tranquilidade para amamentar”, explica a profissional.
Segundo Eva, esse trabalho de auxílio às mães após o nascimento é diário. “Nós estamos aqui para ajudar nessa fase tão bonita, amorosa e prazerosa para as mães. Vamos trabalhando aos poucos, a cada dia, a cada mamada, para que a mãe esteja segura para ir para casa e amamentar seu filho”, reitera.
Único alimento até os seis meses 
A pediatra e neonatologista Fernannda Pigatto Vilela, diretora-técnica da Femina, e responsável pela criação do projeto “Cegonhas do Bem”, destaca que o leite materno deve ser o único alimento consumido pela criança até os seis meses, e, após essa idade, seja mantido até os dois anos, com suplementação.
“O leite materno é suficiente para garantir todas as necessidades do bebê até os seis meses, inclusive é uma orientação da Organização Mundial da Saúde. Após esse período pode ser complementado, mas nós recomendamos que seja mantido pelo menos até os dois anos”, finaliza a médica.
Sobre a Femina
O Hospital e Maternidade Femina atua há 43 anos em Cuiabá, nas áreas de Pediatria, Obstetrícia, Clínica-Geral e pronto atendimento com plantão 24 horas. Também conta com estrutura laboratorial de análises clínicas, no caso de exames solicitados durante os pronto-atendimentos. Ainda fazem parte de sua estrutura UTI adulta, UTI Neonatal e UTI pediátrica.
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Veja também

Roseli

Roseli

Comentários

Com muito ❤ por go7.site