Quarta-Feira, 03 de Marco de 2021

Projeto Biblioteca de Rua disponibiliza livros gratuitamente durante pandemia

Com o objetivo de colaborar com o bem-estar da população durante o período de quarentena, a Cia de Teatro Cena Onze, o Cine Teatro Cuiabá e a Secretaria de Estado de Cultura, Esporte e Lazer (Secel-MT), apadrinharam o projeto social Biblioteca de Rua, que faz parte do Inclusão Literária, idealizada pelo escritor Clóvis Matos e disponibiliza cabines com livros gratuitos para a população em pontos estratégicos de Cuiabá.

De acordo com o diretor artístico do Cine Teatro Cuiabá, Flávio Ferreira, a ideia surgiu depois de o local apadrinhar o Projeto Mãos Limpas, projetado pela Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT) e Instituto Federal de Mato Grosso (IFMT), que disponibiliza lavatórios portáteis, visando contribuir com o esforço social de combater a pandemia do Coronavírus no Estado.

Outro padrinho dos dois projetos é o professor da rede estadual, Gerson Luiz de Souza, proprietário do Pão de Queijo Café. “Conheci o Mãos Limpas por meio de uma amiga, me apaixonei pela ideia, já que tem tudo a ver com a nossa empresa, que trabalha a sustentabilidade há muito tempo e tem essa visão de contribuição com o social e de compreender o mundo da melhor forma possível. Logo depois o Cine Teatro entrou em contato comigo perguntando se não teria interesse em receber também a Biblioteca de Rua. Aceitei e ambos estão em funcionamento e têm sido bastante interessante”, conta.

“A Biblioteca de Rua já está instalada em cinco pontos. Sendo eles o Pão de Queijo Café, que fica na rua General Mello, próximo ao  Hospital Estadual Santa Casa, a Farmapopular, que fica no bairro Planalto, no Fórum de População em Situação de Rua Cuiabá, que fica no bairro Cidade Alta ou no Beco do Candeeiro, no Cine Teatro Cuiabá e estamos trabalhando para a ampliação dos pontos”, conta o escritor Clóvis Matos.

Gerson complementa dizendo que os projetos são fundamentais porque também é preciso alimentar a alma nesse momento de pandemia. “Não tenho dúvida de que sairemos melhores como pessoas desse período. Acredito que o vírus veio para nos ensinar que o ser vale mais que o ter, e nessa reflexão entram os livros, que alimentam a alma e a cabeça. Durante o isolamento, quando as pessoas estão deprimidas e isoladas, entendemos que uma boa leitura é a companhia fundamental”, ressalta.

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Veja também

admin

admin

Comentários

Feito por
⚙️