Sexta-Feira, 16 de Outubro de 2020

Nota de esclarecimento

Foto-Jeferson-Prado

Fogo que atingiu RPPN Sesc Pantanal teve início em área no seu entorno, conclui perícia

O Centro Integrado Multiagências de Coordenação Operacional (Ciman-MT) divulgou o laudo da perícia, realizada no dia 21 de agosto, que revela a origem do fogo que atingiu a Reserva Particular do Patrimônio Nacional (RPPN Sesc Pantanal), localizada em Barão de Melgaço.

Conforme o levantamento via satélite do CIMAN-MT, o ponto exato do foco inicial remete ao dia 2 de agosto. A causa do incêndio, aponta a perícia, foi a queima intencional de vegetação desmatada para criação de área de pasto para gado.

Foi encontrado, a cerca de 700 metros da sede da fazenda, um polígono completamente desmatado a corte raso com enleiramento de material vegetal e marcas de queimada recente. Margeando esta área foi encontrado galões de óleo diesel que, aparentemente, foram utilizados para incendiar as pilhas de material vegetal derrubado.

Não foi possível encontrar o dispositivo de ignição uma vez que a área já havia sido revirada e gradeada com o intuito de especificamente desconfigurar a causa e local do incêndio, concluiu a perícia. O incêndio, portanto, foi provocado por ação humana e os laudos encaminhados para a Delegacia de Meio Ambiente (Dema) para que seja aberto inquérito e responsabilização dos infratores.

Diante do resultado da perícia, fica comprovado, conforme nota emitida anteriormente pelo Polo Socioambiental Sesc Pantanal, que nenhum foco de incêndio foi iniciado dentro da RPPN e sim no seu entorno. O Sesc Pantanal reconhece a importância dos órgãos competentes para identificação e responsabilização pelos princípios de incêndio que atingem não apenas a reserva, mas também comunidades pantaneiras, indígenas e fazendas na maior seca do bioma das últimas duas décadas.

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Veja também

roseli

roseli

Comentários

Feito por
⚙️