Sexta-Feira, 05 de Marco de 2021

Lei do Delivery vai garantir a segurança alimentar dos consumidores

09225206072020_uber_eats_PIXABAY
Com o objetivo de assegurar com que todos os estabelecimentos que trabalhem com alimentação fora do lar sigam o protocolo de segurança da manipulação de alimentos e tenham o alvará da vigilância sanitária, a Associação Brasileira de Bares e Restaurantes (Abrasel-MT) recorreu aos órgãos públicos e foi atendida com a Lei do Delivery, que tem como ponto principal a obrigação da apresentação do alvará sanitário às empresas de plataformas digitais que prestam serviço de delivery na capital. Sancionada no último dia 25 de junho, pelo prefeito Emanuel Pinheiro e promulgada pelo presidente da Câmara Municipal de Cuiabá, Vereador Misael Galvão (PTB), a lei 6.543/2020, que estabelece regras para serviço de entrega por aplicativos em Cuiabá. Dessa forma, as plataformas tecnológicas deverão exigir o documento sanitário das pessoas físicas e jurídicas, que trabalham com comércio de alimentos, no ato da validação do cadastro. As plataformas digitais terão o prazo de 30 dias para se adequar à nova medida. A confiança que o consumidor tem nos restaurantes é uma conquista de muito trabalho. “As pessoas confiam nos estabelecimentos que fazem parte da cartela de um aplicativo. Porém, nem todos seguem o protocolo de segurança da manipulação de alimentos. Com a aprovação da lei, vamos poder garantir que o restaurante tenha o alvará da vigilância sanitária e siga os protocolos de segurança, levando mais transparência para o consumidor”, declara Lorenna Bezerra, presidente da Abrasel-MT. A nova lei torna possível o combate à informalidade. “Os aplicativos não informavam ao consumidor o endereço dos estabelecimentos ou onde eram produzidos, nem sequer o CNPJ. Também não possibilitavam o acesso às fotos das instalações de tais empresas, o que não ocorre nos restaurantes devidamente estabelecidos e que atendem em salão, onde os consumidores têm direito por lei de visitar a cozinha”, revela a presidente. Ela acrescenta que nos marketplaces, os estabelecimentos nem são identificados, o que viola os direitos do consumidor, como precaução, confiança, transparência, lealdade e principalmente informação. O vice-presidente da instituição, Fernando Medeiros, ressalta que, como não existe um método para rastrear a origem do alimento produzido, “é importante que os aplicativos garantam que todas as empresas que utilizam de sua plataforma tenham o mesmo cuidado dos locais que funcionam de portas abertas e possuem um alvará sanitário, cumprindo todas as exigências cobradas pela ANVISA e se empenham muito na produção de um alimento seguro”, observa. De acordo com a analista de negócios do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae-MT), Marisbeth Gonçalves, desde sempre o segmento de alimentação fora do lar se preocupa com a questão sanitária, e intensificou ainda mais as atuações por causa da COVID 19. “Uma pesquisa recente da instituição informou que a questão segurança alimentar é fator-chave na hora da escolha do cliente. Então, a Lei do Delivery é de suma importância para garantir que não somente os grandes estabelecimentos cumpram com os requisitos legais na preparação e entrega dos alimentos”, destaca ela. No site do Sebrae-MT os empreendedores podem participar de uma consultoria online e gratuita, com orientações financeiras, sobre redes sociais e na questão da biossegurança. O Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai-MT) também dá suporte aos empreendedores a respeito do assunto. Conforme o texto do projeto, nos termos dispostos na Lei Complementar nº de 24 de dezembro de 1992 – Código Sanitário Municipal, ficam todos os estabelecimentos comerciais e de prestação de serviços que fabriquem, beneficiem, transportem, conservem, acondicionem, embalem, depositem, comercialize, sirvam, de qualquer forma, alimentos para consumo humano, na modalidade “delivery” sujeitos a emissão de alvará sanitário, para exercerem suas atividades no município de Cuiabá.
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Veja também

roseli

roseli

Comentários

Feito por
⚙️