Domingo, 05 de Dezembro de 2021

Turismo pós-pandemia deve se basear na conscientização homem e natureza, destaca superintendente do Sesc Pantanal

Pantanal de MT (1)

O Polo Socioambiental Sesc Pantanal e a Associação Brasileira das Empresas de Ecoturismo e Turismo de Aventura (Abeta) deram início na manhã desta segunda-feira (18) ao webinar “Turismo, natureza e sustentabilidade – novas fronteiras da inovação”, evento online, gratuito que debate temas importantes relacionados à retomada do turismo, em especial, o de natureza.

A programação reúne dez especialistas na área de todo o país e segue até 21 de outubro, das 9h às 11h (horário de Brasília), pelo Youtube do Sesc Pantanal (www.youtube.com/c/SescPantanaloficial).

Na abertura, a superintendente do Polo Socioambiental Sesc Pantanal, Christiane Caetano, apresentou um resumo das atividades desenvolvidas nas cinco unidades que formam o Polo em Mato Grosso, sendo elas, a Reserva Particular do Patrimônio Natural (RPPN), o Hotel Sesc Porto Cercado, o Parque Sesc Baía das Pedras, o Sesc Poconé e o Parque Sesc Serra Azul, contemplando as cidades de Poconé, Barão de Melgaço, Várzea Grande e Rosário Oeste.

“Este ano vamos completar 25 anos de existência, inseridos em uma região bastante rica, de natureza diversa em Mato Grosso e, nessa longa jornada, o Polo Socioambiental Sesc Pantanal sempre se preocupou com a conservação ambiental, turismo sustentável, educação e o desenvolvimento das comunidades onde estamos presentes”, declarou a superintendente.

Para ela, o turismo pós-pandemia deve se basear na conscientização do homem com a natureza, uma oportunidade para evidenciar o trabalho realizado pelo Sesc Pantanal.

“Sentimos que a demanda das pessoas será pelo contato com a natureza, e que esse turista está muito mais consciente, muito mais preocupado com o papel dele, de que forma pode contribuir para a conservação e manutenção da natureza. Para nós, é uma grande oportunidade de mostrar o trabalho que fazemos e a importância disso para nossa cadeia como um todo”, completou Christiane.

Para o diretor executivo da Abeta e diretor da Nomad Brasil, Consultoria e Turismo, Luiz Del Vigna, a natureza será o foco da atenção dos novos viajantes nos próximos meses. “Não precisamos de nenhuma pandemia, de ficarmos confinados, para descobrir o valor do ambiente natural e acreditamos que o turismo de natureza tem um valor econômico muito grande e que muitas vezes, não é percebido”, justificou.

Entretanto, ele esclarece que é preciso algumas melhorias no país, como mais investimentos nas áreas de segurança pública, infraestrutura e serviços, para atrair mais turistas. “Viajar transforma o Brasil, vejo o turismo como uma estrutura que transfere recursos financeiros de um lugar para o outro e precisamos despertar o espírito empreendedor para que as pessoas acreditem que o turismo é uma atividade realmente do futuro”, observou.

O último palestrante do dia, Ítalo Oliveira, turismólogo e secretário municipal de Turismo de Grão Mogol (Minas Gerais), ressaltou a importância das políticas públicas para o desenvolvimento do turismo de natureza.

“O turismo tem transformado o Brasil e é um importante vetor de desenvolvimento, por isso é preciso resgatar o papel que os governos têm, porque se não, não haverá políticas públicas suficientes e vemos como o país e os estados têm negligenciado o turismo como um fator importante para a geração de emprego, de renda, de preservação, de valorização dos recursos naturais e vemos as consequências disso”, reiterou em sua apresentação.

Confira a programação dos demais dias do evento (horário de Brasília):

Dia 19 outubro (terça-feira)
9h – Palestra: RPPN Polo Socioambiental Sesc Pantanal
Palestrante: Cristina Cuiabália, gerente de pesquisa e meio ambiente do Sesc Pantanal
10h – Palestra: O Futuro da Sociedade
Palestrante: Peter Kronstrom, diretor do Instituto Copenhagen de Estudos dos Futuros – CIFS

Dia 20 de outubro (quarta-feira)
9h – Palestra: Políticas Públicas para o Turismo de Natureza
Palestrante: Rodrigo Ramos Turismólogo, Gesturis Estratégia em Turismo e Desenvolvimento territorial
10h Palestra: Os desafios e oportunidades da Economia Verde Brasileira
Palestrante: André Lima, advogado socioambiental

Dia 21 de outubro (quinta-feira)
Painel Negócios que regeneram o futuro
9h – Simone Scorsatto, CEO da Associação Brasileira de Turismo de Luxo BLTA
9h30 – Luiza Coelho, diretora Ambiental do grupo Rio da Prata
10h15 – Claudia Baumgratz, gerente geral da Comuna Ibitipoca

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Veja também

Roseli

Roseli

Comentários

Com muito ❤ por go7.site