Sexta-Feira, 17 de Setembro de 2021

Tradição e cultura marcam final de semana no Beco do Candeeiro com programação variada

Final de semana de intensa programação cultural no Beco do Candeeiro reuniu feira de artesanato, antiguidades, gastronomia e muito cururu e siriri. A programação marcou a 3ª Semana do Patrimônio Histórico, uma ação realizada pela Secretaria de Cultura, Esporte e Lazer em parceria com a Associação Amigos dos Centro Histórico. O evento foi gratuito e aconteceu com todas as medidas de biossegurança.

A secretária Municipal de Cultura, Esporte e Lazer, Carlina Rabello Leite Jacob disse que as ações e eventos no local estão sendo consolidados aos poucos, como a Feira de Antiguidades, um patrimônio da capital, que está sendo retomada. “Essas ações são um resgate para Cuiabá e aos poucos vão derrubando o preconceito que existia no passado com o Beco do Candeeiro. Aqui moram famílias de nome e sobrenome e estamos valorizando a prata da casa. Além disso, esse incentivo da Prefeitura Municipal de Cuiabá, por meio da Secretaria de Cultura, Esporte e Lazer é de suma importância porque está dando oportunidade para os trabalhadores, para os antiquários, para a comida, para o artesanato e outras manifestações da nossa cultura, transformando o Beco do Candeeiro em mais um ponto turístico de Cuiabá”, destacou a secretária Municipal de Cultura, Esporte e Lazer, Carlina Jacob.

A Feira de Antiguidades foi uma das atrações e deve ser realizada no local outras vezes. Organizada por meio de uma parceria com o grupo Relíquias de Cuiabá, levou para o evento peças antigas e famílias tradicionais da cidade com. Para Márcia Rodrigues, uma das expositoras, a parceria vai trazer bons frutos. “Esse é um trabalho de revitalização do centro histórico. Estamos criando ações para motivar as pessoas”, disse ela.

A feirinha além de peças antigas de porcelana, telefones e máquinas fotográficas, reuniu discos de vinil e livros, além da gastronomia com quitutes tradicionais como a paçoca de pilão com bananinha e empadinhas.

Como não poderia deixar, a tradição cultural do cururu marcou presença com a participação do grupo de cururueiros Tradição do Coxipó na procissão do padroeiro de Cuiabá, São Benedito, que contou com a participação dos grupos de siriri Flor do Campo, do bairro Parque Ohara, vencedor do último festival de Siriri realizado pela Prefeitura de Cuiabá e os grupos Flor do Atalaia e o premiadíssimo Flor Ribeirinha, que este ano ganhou o primeiro lugar no Festival Internacional de Dança Folk Harbor, em junho, na Polônia.

O som tradicional do siriri e do cururu não deixou ninguém parado no Beco do Candeeiro, crianças e adultos mostraram que a cultura e as tradições cuiabanas, correm forte nas veias.

O cantor Lucialdo disse que participar de um momento tão importante de resgate do Beco do Candeeiro é um privilégio. “Não há como contar a história da nossa capital sem falar do Beco do Candeeiro. Foi aqui que tudo começou. Então estou muito feliz porque essas ações valorizam a cultura, o folclore nas danças do siriri, cururu e rasqueado. Me sinto privilegiado de fazer parte dessa história”, destacou ele.

Durante o evento, 14 comerciantes tradicionais foram homenageados pela associação Amigos do Centro Histórico, que reúne voluntários no trabalho de resgate cultural da região.

Manoel Procópio da Silva Filho, empresário do ramo de ótica, falou em nome dos homenageados. “É com grande satisfação que estamos vendo esse espaço revitalizado. Sou empresário do comércio há 30 anos na região e acredito que este espaço precisa ser reocupado pela população, principalmente à noite e aos finais de semana. Ao longo da gestão do prefeito Emanuel Pinheiro, temos visto essa transformação e acredito que estas ações geram uma expectativa positiva entre os comerciantes. Acreditamos nessas ações”, disse Manoel Procópio.

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Veja também

Roseli

Roseli

Comentários

Com muito ❤ por go7.site