Quarta-Feira, 18 de Maio de 2022

TCE-MT e UFMT reforçam parceria para desenvolvimento de planejamento estratégico dos municípios

3fc79345decca636342f40ca6e291678

Representantes do Tribunal de Contas de Mato Grosso (TCE-MT) e Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT) reafirmaram parceria para o desenvolvimento social dos municípios do estado por meio do Programa de Apoio ao Gerenciamento do Planejamento Estratégico dos Municípios (GPE), lançado na última sexta-feira (25). Em reunião realizada na reitoria da instituição de ensino, a Corte de Contas reforçou o caráter pedagógico assumido pela gestão.

Na ocasião, o titular da Secretaria de Secretaria de Planejamento, Integração e Coordenação (Seplan) do TCE-MT, Adjair Roque, explicou que a meta agora é expandir a capacitação da administração pública para atingir 88 municípios que tiveram gestores eleitos em 2020. Para 2023, a proposta avança para os 141 municípios mato-grossenses.

“Para nós, este suporte da academia, que é formada por doutores, professores na área que tem bastante conhecimento, é perfeito. Na prática, teremos um diagnóstico sobre a situação dos jurisdicionado e depois trabalharemos juntamente com os secretários municipais no desenvolvimento da melhor política pública para os cidadãos”, disse.

O reitor da Universidade, professor Evandro Soares da Silva, lembrou que a parceria existe há mais de 10 anos e chamou a atenção para a atuação da Corte de Contas na formação do gestor público, uma vez que muitos deles assumem seus cargos sem a capacitação necessária.

“Isso será revertido em políticas públicas de qualidade porque o TCE deixa de ser um órgão extremamente punitivo e assume um caráter pedagógico. Ou seja, mais que controle social, mais que observar equívocos, vamos dar ferramentas para que eles não aconteçam”, disse o reitor.

As ações serão desenvolvidas com a participação da Secretaria de Tecnologia Educacional (SETEC) da UFMT e da Fundação Uniselva, representada pelo secretário de Tecnologia Educacional, Alexandre Martins dos Anjos.

“Para a Universidade é muito importante, porque nós temos ali uma intensificação da realização de projetos de ensino, pesquisa e extensão. Isso possibilita o envolvimento de estudantes, professores e o aumento da produção científica e tecnológica, desenvolvendo atividades que são colocadas à disposição para a melhoria dos serviços públicos”, avaliou Alexandre.

O Tribunal de Contas e a UFMT darão início à primeira etapa de planejamento nas próximas semanas, quando serão estabelecidas as novas ações. A partir deste planejamento conjunto, será oferecido suporte aos municípios, dado por meio de consultorias junto aos profissionais.

Neste sentido, o subsecretário de Planejamento do TCE-MT, Guilherme de Almeida, avalia que o aumento no número de cidades alcançadas pelo programa traz benefícios especialmente voltados à troca de informações. “Embora haja particularidades, via de regra, as demandas são muito parecidas, então esse intercâmbio pode ser muito positivo.”

Também participaram do encontro o secretário de Administração, Vitor Turri Romano, o chefe de gabinete da presidência do órgão, José Roberto Amador, a vice-reitora da UFMT, Rosaline Rocha Lunardi, e o diretor geral da Setec, Joanis Tilemahos Zervoudakis.

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Veja também

Roseli

Roseli

Comentários

Com muito ❤ por go7.site