Sábado, 27 de Novembro de 2021

IBGE faz pesquisa sobre Saúde Escolar com alunos de MT

A quarta edição da Pesquisa Nacional de Saúde do Escolar (PeNSE), realizada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) está sendo realizada este mês em todo o país e em Mato Grosso, o Colégio Salesiano São Gonçalo está entre as escolas selecionadas para integrar a amostra. 
 
Criada em 2009, a pesquisa tem o apoio dos Ministérios da Educação e da Saúde e investiga hábitos que permitem conhecer e dimensionar os fatores de risco e proteção à saúde dos adolescentes brasileiros. Assuntos como alimentação, bullyng, consumo de produtos industrializados, prática de exercícios físicos, consumo de bebida e cigarro serão perguntados aos alunos, de forma sigilosa, por meio de equipamentos de mão, que são dispositivos móveis. 
 
“A pesquisa é realizada por sorteio, será passado um vídeo explicativo antes, para que os alunos que possuem idade entre 13 e 17 anos, possam responder as questões, que duram geralmente 45 minutos”, diz o supervisor do IBGE em Mato Grosso, Nivaldo Sousa.
 
Essa é a primeira vez que o Colégio Salesiano São Gonçalo participa do estudo. Segundo o diretor da escola, padre Paulo Vendrame, os resultados devem trazer diretrizes positivas para o jovem e por isso, fazer parte da amostra, é um diferencial.  “É de extrema importância fazer parte dessa amostra, uma vez que os resultados alcançados orientarão os profissionais relacionados aos setores de saúde e educação para desenvolverem parâmetros para a orientação e a avaliação de um conjunto de políticas destinadas aos adolescentes e escolares”, explica. 
 
A pesquisa colherá ainda informações sobre as características básicas da população de estudo, incluindo aspectos socioeconômicos, como escolaridade dos pais, inserção no mercado de trabalho e posse de bens e serviços; contextos social e familiar; saúde sexual e reprodutiva; exposição a acidentes e violências; hábitos de higiene; saúde bucal; saúde mental; e percepção da imagem corporal, entre outros tópicos. 
 
O estudante Arthur Fagundes Silva, de 16 anos, que respondeu ao questionário nesta quarta-feira (15), acredita que os resultados contribuirão para promover o bem estar físico e psíquico dos jovens. “Além das das pessoas poderem conhecer  a realidade dos jovens, a pesquisa irá contribuir para melhorar a saúde mental e física dessa faixa etária”, sugere.
 
As informações serão publicadas e divulgadas no segundo semestre de 2019 no site do IBGE. 
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Veja também

admin

admin

Comentários

Com muito ❤ por go7.site