Quarta-Feira, 18 de Maio de 2022

Desejo por vida mais saudável e econômica leva pessoas a optarem pelo uso da bicicleta

Considerado um dos esportes mais completos que existe, o ciclismo começou a ganhar força com a pandemia e cresce na medida que aumenta o número de pessoas preocupadas também com a economia e o meio ambiente. Com isso, nos consultórios ortopédicos, multiplicaram-se as dúvidas sobre como iniciar a atividade e a recomendação de que andar de bicicleta, seja para trabalhar, se exercitar ou por lazer, exige cautela.

Quem deseja começar deve estar atento a alguns detalhes básicos, como escolher um modelo de bicicleta mais simples e mais barato para começar. Sempre usar roupas adequadas e todos os itens de segurança, como campainha, sinalização noturna, lateral, nos pedais e espelho retrovisor do lado esquerdo, pois esses materiais permitem que motoristas de veículos consigam ver os ciclistas à noite e não provoquem acidentes. A alimentação precisa ser equilibrada e a hidratação constante, mesmo durante os percursos.

De acordo com o presidente da Sociedade Brasileira de Ortopedia e Traumatologia, regional Mato Grosso (SBOT-MT), Dr. Vitor Spalatti, para se evitar acidentes e dores, é preciso atenção. Use equipamentos de segurança: capacetes, luvas e óculos. “Procure ser visto sempre e mantenha acesa a luz branca na frente e a vermelha na parte de trás. Para prevenir dores relacionadas ao pedalar, alongue e fortaleça os músculos. Use calçados fechados e siga as orientações ergonômicas. Isso evita problemas na coluna e nas articulações”, destaca ele.

O Código de Trânsito Brasileiro orienta que as bicicletas devem circular nas ciclovias e ciclofaixas. Se não houver faixas exclusivas, o ciclista deve pedalar no canto da rua, perto da calçada para evitar acidentes. Não é permitido andar de bicicleta na calçada. É recomendado que o ciclista desça e empurre até o lugar adequado para o uso.

Além disso, é necessário que o ciclista não ande na contramão, porque, se algum pedestre observar apenas o fluxo dos carros ao atravessar a rua e a bicicleta estiver no sentido contrário, pode acontecer algum acidente. A multa para o ciclista que for flagrado andando fora das áreas determinadas é de R$ 130,16.

Em Cuiabá, a dificuldade dos ciclistas é pelo fato de que há poucos quilômetros de ciclovia construídos no município. Atualmente, há pouco mais de 100km de ciclofaixas, incluindo parques e rodovias, nas principais avenidas da capital, como na Avenida das Torres, Avenida Miguel Sutil, Enéas Cardoso Filho, no CPA III, na Moinho e Avenida Palmiro Paes de Barros.

Para finalizar, o ortopedista lembra que em caso de dores, quedas ou lesões, é bom procurar um médico titular SBOT. “Utilizando a bicicleta com consciência e segurança, o meio de transporte alternativo proporciona uma vida mais saudável a partir da prática de exercícios físicos a saúde”.

Em caso de dores, quedas ou lesões, a Sociedade Brasileira de Ortopedia e Traumatologia orienta a busca por um médico ortopedista titular SBOT. A instituição é responsável por congregar especialistas em Ortopedia e Traumatologia, promovendo responsabilidade e condições para atualização permanente dos profissionais.

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Veja também

Roseli

Roseli

Comentários

Com muito ❤ por go7.site