Quarta-Feira, 21 de Outubro de 2020

Biotecnologia e royalties foram temas de reunião com presidente global da Bayer

611013

A fusão entre as multinacionais Bayer e Monsanto foi tema de um café da manhã nesta quarta (05), em Brasília. Entidades representantes do agronegócio receberam o presidente global agrícola da Bayer, Liam Condon, e o presidente da empresa no Brasil, Theo Van Der Loo, para troca de informações sobre negócios e tecnologia.

Condon disse que, enquanto a fusão não estiver aprovada pelos órgãos reguladores, as empresas ainda são concorrentes e não estão autorizadas a falar sobre pontos sensíveis da negociação. Porém, ressaltou que os valores da Bayer – inovação, sustentabilidade e responsabilidade social, irão prevalecer na nova empresa, assim como o compromisso de produzir inovação para maior produtividade e custos mais baixos para o produtor rural.

O presidente da Associação dos Produtores de Soja e Milho de Mato Grosso (Aprosoja), Endrigo Dalcin, apontou a perda de eficiência da biotecnologia e o preço de royalties como temas importantes de serem discutidos com a empresa. “O produtor tem pago não só pela biotecnologia, mas também pela perda de eficiência destes produtos”, disse.

Dalcin ressaltou que o Brasil é o país que paga o maior valor de royalties por biotecnologia na América do Sul. O presidente da Bayer assegurou que a prática, inclusive da nova empresa, será a produção de biotecnologia mais eficiente, mas também a preocupação com a rentabilidade do produtor rural.

“O valor da biotecnologia deve estar correlacionado com o benefício que ela traz para o produtor. Se a biotecnologia perde a eficiência, não faz sentido manter o mesmo preço de royalties”, afirmou Condon. Segundo ele, uma das estratégias para o Brasil é desenvolver pesquisas e inovações específicas para o país.

Participaram da reunião o presidente da Aprosoja Brasil, Marcos da Rosa, o presidente da Associação Mato-grossense dos Produtores de Algodão, Alexandre Schenkel, os diretores executivos da Aprosoja, Wellington Andrade, e da Aprosoja Brasil, Fabrício Rosa, e representantes do Sindiveg, SRB, Abag, CNA, Abelha.

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Veja também

admin

admin

Comentários

Feito por
⚙️