Cuiabá (MT), 18 de agosto de 2019

Blog

29/07/2019 21:47

Femoda apresenta tendências com foco no aquecimento do mercado

Especialistas em mercado afirmam que o melhor remédio para a crise é empreender, buscar formas de atrair clientes. O comércio varejista historicamente tem desempenhado um papel importante na busca pelo equilíbrio. Um dos setores mais fortes é, sem dúvida, o de vestuário, cuja rede varejista é uma das maiores do mundo no Brasil. Dados apresentados pelo Empresômetro, especializado em inteligência de mercado, do ano passado até os primeiros 5 meses de 2019, o crescimento do setor no país foi de 7,13%.

A tendência é de que o crescimento continue até 2020, chegando próximo do patamar experimentado em 2014, maior pico recente de vendas no comércio segundo dados da Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC). De olho nessas perspectivas, a 8ª edição da Femoda-MT, feira de calçados, acessórios e confecções realizada pela Associação dos Representantes Comerciais de Mato Grosso (Assorep), apresenta as principais tendências da coleção Primavera-Verão de 2 a 4 de agosto, no Cenarium Rural, em Cuiabá (MT).

A ideia é fornecer subsídios para que o mercado mato-grossense siga na mesma tendência de recuperação projetada para o país. O Comitê da Cadeia Produtiva da Indústria Têxtil, Confecção e Vestuário (Comtextil) estima que em cinco anos haja uma expansão no setor de 13,6%, o que representa 2,6% ao ano. Resultado "puxado" pelo principal grupo consumidor de moda, que são as classes B e C, cujos consumidores recebem de 4 a 20 salários mínimos.

Pesquisas mostram que o setor de vestuário só perde em vendas para o de alimentos. Em terceiro lugar vem o comércio de material de construção. Ou seja, há uma grande demanda ávida por novidades e o comércio varejista precisa estar preparado para atender esses consumidores. E é nesse sentido que se mostram interessantes eventos como Femoda, que reúne representantes na Capital durante um fim de semana, facilitando o contato das empesas com os comerciantes do estado.

Os organizadores estimam um movimento ainda maior do que o registrado na 7ª Femoda, em que 1400 pessoas passaram pela feira e mais de R$ 25 milhões foram contabilizados em movimentações financeiras. Foram cerca de 300 marcas representadas em 86 estandes.

A Femoda – Feira de Moda, Calçados e Acessórios de Mato Grosso, que está em seu oitavo ano, se tornou o principal evento voltado aos comerciantes do setor no estado. Nasceu da vontade de representantes comerciais que se uniram para vencer os desafios do mercado. O objetivo foi oferecer uma alternativa aos empresários da capital e do interior que precisavam percorrer grandes distâncias para participar de feiras nos chamados grandes centros do país para conhecer as tendências e novidades.

Para obter mais informações é só acessar o site www.femoda.com.br

.
 

Saiba de tudo, antes de todo mundo. Inscreva-se em nossa newsletter

Crie seu novo site AgenSite
versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo