Cuiabá (MT), 28 de maio de 2020

Blog

04/05/2016 12:16

Diamantino sediará o maior evento da cultura imaterial de MT, com show e curso da UFMT

Diamantino sediará o maior evento da cultura imaterial de MT, com show e curso da UFMT

Diamantino sediará o maior evento da cultura mato-grossense do Estado. A Exposição Itinerante Patrimônio Imaterial Mato-grossense tem abertura oficial confirmada para o dia 07 de maio (sábado), às 19h, em frente à Casa Memorial dos Viajantes.

De acordo com o prefeito Juviano Lincoln, haverá apresentações culturais, lançamentos de livros, gastronomia e show cultural do grupo “Flor Ribeirinha” do São Gonçalo/Coxipó – Cuiabá.

Após as apresentações culturais da festa de abertura, o acervo ficará exposto na Casa Memorial dos Viajantes até o dia 31 de maio.

Coordenado pela professora, doutora Thereza Martha Presotti, a Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT), ministrará gratuitamente no município de 04 a 09 de maio, no auditório da Secretaria Municipal de Educação e Cultura, o curso “Patrimônio Imaterial de Mato Grosso em Exposição – História, Diversidade Cultural e Educação Patrimonial”, as inscrições estão abertas na Casa Memorial dos Viajantes.

Os eventos culturais visam proporcionar ao público a oportunidade de observar uma amostra de importantes documentos e objetos dos principais bens culturais de Mato Grosso.

Recentemente, o assessor de Cultura de Diamantino, José Lídio Silva Filho, esteve acompanhado da representante da Casa Memorial dos Viajantes, professora Dirce Francisca de Arruda, para expor aos idealizadores do projeto a riqueza histórica e cultural do município, posteriormente a equipe da universidade retribuiu a visita.

O inventário é fruto do trabalho de três meses de capacitação e oito de pesquisa em nove acervos situados em Cuiabá. Em consonância com a diversidade cultural, foi inventariado um conjunto extenso de documentos acadêmicos (livros, teses dissertações, monografias), periódicos (jornais e revistas), públicos ou oficiais (decretos e leis), privados (fotografias e cartas), artísticos (telas, documentários), que datam da época colonial aos dias de hoje.

“Diamantino será palco das manifestações culturais do Estado, tais como: viola de cocho, cururu, siriri, sabedoria popular, festas de santos, cultura indígena, cultura africana, artesanatos, músicas, mini cursos, entre outras”, destacou a professora Thereza Martha Presotti, do Instituto de Ciências Humanas e Sociais.

Segundo o prefeito, o maior intuito do evento no município é propagar ações culturais que resgatam a identidade do município e do Estado. “Nossa cidade tem 287 anos, berço fundamental da história e cultura do Brasil”, acrescentou o gestor.

A exposição que ocorrerá em alusão aos trabalhos da Semana dos Museus permitirá uma reflexão dos saberes e práticas socioculturais. “O belíssimo trabalho da UFMT é um resgate da nossa história. Vamos propagá-lo para toda nossa região sendo um polo disseminador de cultura”, finalizou José Lídio.

Saiba de tudo, antes de todo mundo. Inscreva-se em nossa newsletter

Crie seu novo site AgenSite
versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo